quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Um bom testemunho a respeito de Cristo.


Estudo realizado no grupo dois ou + no dia 23/10/2012
Estudamos nas ultimas semanas sobre o ministério de João Batista. Fizemos uma analise sobre a sua humildade e também a maneira como o qual apresentava a Jesus como o “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Nestes próximos versículos iremos notar o que isso produziu na vida de outras pessoas e entenderemos também o que isso pode significar para a nossa vida.

Evangelismo.

É um verbo que derivada do substantivo evangelho que significa boas novas. No mundo helênico era utilizada para trazer uma noticia que causasse alegria. Quando falamos em evangelismo, nada mais é do que levar essas boas novas para as pessoas.
Temos que proclama-la como a melhor noticia que recebemos, pois Deus nos dá o privilégio de sermos instrumentos Dele nesta missão, de levar a boas novas para as pessoas, que é a mensagem de amor de Deus.

Antes de entrar nos exemplos gostaria de chamar a atenção para um ponto.

O que o evangelho significa para a sua vida?

Para sermos relevantes e verdadeiramente impactantes na forma de demonstrar o evangelho, é importante que tenhamos um relacionamento profundo e sincero com Deus. Devemos viver uma vida de santidade. Para deixarmos o Espírito Santo agir em nossas vidas precisamos nos encher de sua presença, pois para impactarmos pessoas com o amor de Deus, é necessário estarmos cheios deste mesmo amor. Lembre-se evangelismo sem o Espírito Santo é um ato sem vida.    

Podemos observar claramente isso na vida do personagem que tanto falamos nesses últimos dias. Podemos considerar João batista como um evangelista, pois estava levando uma noticia para as pessoas que ali encontraram, mas antes disso ele era um conhecedor do profundo o amor de Deus pelas vidas. Se não provavelmente não se comportaria daquela maneira.

Existe um ponto chave que pode fazer com que as pessoas parem e permitam que o espírito Santo as convença do pecado, da justiça e do juízo e a boa noticia de Jesus seja anunciada; esse ponto chave se dá quando as pessoas se sentem amadas por alguém cheio do Espirito Santo. A bíblia diz que aqueles que cressem em Jesus “fluíram rios de águas viva”. Quando estamos cheios do amor de Deus e agimos com um simples “gesto de amor” podemos impactar vidas para Gloria de Deus. (Marcos Paulo Ferreira)

O que são esses gestos de amor?
Um olhar, um presente, um abraço, ou uma expressão sincera de amor.

Qual é a nossa chamada?

Essa foi a primeira chamada do discípulo Pedro:
Mat 4:19  E disse Jesus: "Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens"

A ultima dada por Jesus:
Mar 16:15  E disse-lhes: "Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas.


Qual é a nossa missão? 

A verdadeira chamada te todo discípulos é revelar as pessoas aquilo que lhes foi revelado.
Joh 1:41-42  O primeiro que ele encontrou foi Simão, seu irmão, e lhe disse: "Achamos o Messias" ( isto é, o Cristo ). E o levou a Jesus. Jesus olhou para ele e disse: "Você é Simão, filho de João. Será chamado Cefas" ( que significa Pedro ).
Joh 1:45  Filipe encontrou Natanael e lhe disse: "Achamos aquele sobre quem Moisés escreveu na Lei, e a respeito de quem os profetas também escreveram: Jesus de Nazaré, filho de José".


O segundo ponto que gostaria de levantar é que não existem formulas certas para um evangelismo de sucesso, cada um irá ter uma maneira de efetuar.

João Batista naquele momento foi chamado para um ministério de abrir o caminho para o Messias, em um contexto específico, onde os judeus estavam perdidos em suas carnalidades.  Então, João teve que chamar a atenção das pessoas, convocando os para o arrependimento para que depois proclamasse as boas novas “Vejam é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.”

Nós também teremos ministérios específicos em contextos únicos. Cada um de nós trabalha em um local, possui uma profissão e meios para que o evangelho chegue. Somos missionários aonde quer que estejamos e a nossa função será levar as boas novas para as pessoas.

Não importa a maneira que irá efetuar o evangelismo, mas o seu bem final tem que ser comum ao de João Batista, a proclamação das boas novas. Não podemos encaixotar o evangelismo e querer enquadra-lo a uma única forma. Cada situação terá um jeito de exercê-lo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário